Este chapéu não é meu

Advertisements

G20 em Hamburgo: Um Mundo sem Rumo

O Economista Português

PibMundiaUSeUE

Fontes https://fullfact.org/europe/eu-has-shrunk-percentage-world-economy/;https://www.forbes.com/sites/mikepatton/2016/02/29/u-s-role-in-global-economy-declines-nearly-50/#757a65ff5e9e; Notas: UE com 28 membros. Dados da UE para 1960: obtidos por extrapolaçção

Começa hoje em Hamburgo, na Alemanha,  una nova reunião do G20, as vintes maiores economias mundiais. É a melhor aproximação de um governo económico mundial. Mas os grandes Estados usam-no  para tratarem de objetivos não económicos.

Os diferentes Estados raptam a reunião para os seus fins próprios. A Alemanha da Srª Merkel situou a cimeira em Hamburgo para facilitar as manifestações de encapuçados e as cenas de violência que atirarão o eleitor moderado para os seus braços. A Itália, cujo governo de esquerda perdeu as eleições locais devido à imigração clandestina., espera  colocar essa questão na agenda. O Presidente Trump quer escapar à fama de isolamento mundial que contra ele lança o Washington Post, ansioso por esconder o golpe de Estado em curso contra o Presidente americano. O Presidente francês quer afirmar-se e…

View original post 214 more words

Incêndios de Pedrogão: Vivemos no século XXI?

O Economista Português

Satélites Artificiais

O inquérito aos incêndios de Pedrogão ainda não começou mas já começou o choradinho da falta de meios: devia haver um Guarda Republicano de serviço ao lado de cada eucalipto, se possível com um pombo correio para comunicar qualquer ocorrência. Deixemos de lado o triste episódio dos suicídios inventados que são uma triste variante do choradinho. Temos meios clássicos, estão é desorganizados e muitas vezes são mal comandados.

O Economista Português sugere quatro temas a inquirir sobre o incêndio de Pedrogão, além dos que são óbvios e têm a ver com o funcionamento da cadeira de comando e a eficiência do SIRESP, a dispendiosa rede de telemóveis privativos da Segurança Civil. Eis esses quatro temas:

  • Usamos satélites para deteção rápida de incêndios? Parece que não. Pelo que se sabe, a GNR enviou os seus homens darem indicações de trânsito na estrada da morte com base no diz que diz…

View original post 165 more words

Melania Trump, a primeira “primeira-dama” censurada no Facebook

A Primeira Dama dos Estados Unidos a cores e a preto e branco

L´obéissance est morte

Resultado de imagem para melania trump naked

O facebook, rede sociopata que precisamos superar com urgência, decidiu não descriminar a primeira-dama dos EUA face aos demais nus femininos, e censurou aquela que é a melhor foto de Melania Trump. Como disse lá e repito aqui, a sociedade do espectáculo ganhou. Tinha razão Debord, Gramsci e Marx, o Groucho e o Karl. A imagem de Melania Trump é uma boa síntese disso. Na ausência do Socialismo, não será com soluços que se vai enfrentar a Barbárie. A dialéctica é melhor conselheira do que o choro ou o pânico.

View original post 64 more words

Acordo secreto França-Bruxelas: Balde de água fria no Federalismo aborígene

O Economista Português

oloboeocordeiro

«A razão do mais forte é sempre a melhor»,  escreve La Fontaine na fábula do lobo e o cordeiro, consagrada à posição dos pequenos países na União Europeia (ilustração de Oudry).

O Presidente Hollande, da França, revelou há dias a existência de u acordo secreto do seu país com a Comissão de Bruxelas, pelo qual esta se compromete a isentar aquele país da aplicação do Pacto de Estabilidade e Crescimento.  A revelação foi produzida no livro Un président ne devrait pas dire ça… (Un Presidente não devia dizer coisas dessas), uma longa e escandalosa entrevista conduzida por dois jornalistas de Le Monde, Gérard Davet e Fabrice Lhomme. A Comissão desmentiu o bastante para confirmar a notícia.

O acordo consiste em maquilhar as contas do Estado francês. A existência do acordo era conhecida, pois aquele pais tem violado por sistema os seus compromissos. O Economista Português já o…

View original post 212 more words

CARLOS DE MATOS GOMES – BISCATES – A OFENSA DO ESTÚPIDO

A Viagem dos Argonautas

biscates

Pode parecer que não tem nenhuma importância, porque é do futebol e o futebol é um mundo à parte, mas esse mundo à parte, onde os seres berram em vez de falar e são conduzidos em manada aos seus templos, ameaça ser cada vez mais o mundo que nos invadiu e onde temos de viver na vida real e até nas TVs. Pode parecer que não tem nenhuma importância, mas esta atitude vem de um dos sacerdotes deste mundo e define um estúpido. E este estúpido, por ser um dos chefes desta espécie que nos invadiu tem poder. E o facto de um estúpido ter poder torna-o perigoso. Os exemplos da história são muitos. Este estúpido chama-se Jorge Jesus e é perigoso por ser treinador de um grande clube do mundo do futebol, ter acesso aos grandes meios de comunicação social e, por isso, influenciar milhões de pessoas.

Jorge Jesus…

View original post 675 more words

Dívida portuguesa: o futuro da Eurozona nas mãos de uma obscura agência canadiana?

O Economista Português

eurozonamapa

Fonte: Banco Central Europeua

O Dr. Draghi, governador do chamado Banco Central Europeu (BCE) elogiou ontem o governo português pelos seus grandes feitos financeiros. Hoje, uma obscura agência de rating canadiana dirá se o nosso querido país é digno de emitir divida.  Todo o mundo sabe que  somos dignos de emitir divida enquanto o Dr. Draghi comprar a dívida que emitimos. Essa obscura agência também sabe isso. Depende dela o Sr. Draghi comprar a nossa dívida no mercado «secundário». Mas faz-se rogada para comprar a dita  dívida, tal como o Bloco de Esquerda e o  PCP, para votarem o orçamento.  Faz-se rogada porque o Dr. Draghi inventou que só compra a dívida portuguesa se houver pelo menos uma agência de rating internacional que o autorize a comprar a nossa dívida. Esta regra é um absurdo que tem por único efeito aumentar a corrupção. Leia como no § seguinte.

O BCE…

View original post 493 more words

A Vitória de Corbyn, ou o Cansaço da Globalização

O Economista Português

Corbyn

Jeremy Corbyn: o blazer escuro e a camisa azul são muito bom sinal

Corbyn é a primeira ameaça séria ao statu quo dos partidos políticos pró globalização. Com efeito, sábado passado ocorreu em Londres o primeiro voto político contra a globalização num país avançado: o Sr. Jeremy Corbyn, o candidato da esquerda, ganhou com grande vantagem as eleições para secretário geral do Partido Trabalhista britânico, numa plataforma incluindo uma gestão da procura keynesiana que evite a austeridade, novos cortes nos gastos com a Defesa, nacionalizações e maior intervencionismo estatal na economia.
O Partido Trabalhista já passou por várias crises provocadas por vitórias da sua ala esquerda: nos anos 1950, o moderado Hugh Gaitskell teve que aturar uma oposição interna esquerdista que descredibilizava o seu partido, por defender o desarmamento unilateral face ao comunismo; a sua palavra de ordem era «Rather red than dead». Nos anos 1980, os trabalhistas…

View original post 215 more words

O Orçamento dos Gambuzinos (2016): Os Reformados pagam, o Setor energético recebe

O Economista Português

RefinariaSinesO setor energético é um dos beneficiários do orçamento para 2016

O Governo reuniu ontem em conselho de ministros pré-orçamento para  o ano eleitoral. A ministra das Finanças confirmou o que já era conhecido: a austeridade mantém-se mas será aliviada em fatias de cerca 20% anuais para os vencimentos superiores a 1500 euros auferidos pelos funcionários públicos e para a sobretaxa do IRS. O ritmo será mais rápido para a supressão da contribuição extraordinária de solidariedade, que incide sobre as pensões superiores a 1500 euros mensais. Ao mesmo tempo é anunciado que o Governo pretende cortar 600 millhões de euros nas pensões e 400 milhões com a reforma do Estado, ao todo mil milhões de euros (pelo menos). Outra má notícia: a Taxa Social Única (TSU), que tanta tinta fez correr, não será aliviada e não são anunciados diferentes estímulos fiscais ao crescimento económico. A contribuição extraordinária sobre o…

View original post 194 more words